Inside

Blog

16 . Setembro

Minha empresa precisa de um TikTok?

A rede social do momento acaba de quebrar mais um recorde: o TikTok ultrapassou o YouTube em tempo médio de exibição de vídeos nos EUA, de acordo com o relatório da App Annie, especialista em mídias sociais. E não só por lá. O aplicativo já domina de longe as visualizações no Reino Unido. Em média, são 24,5 horas de conteúdo assistido por mês no país norte-americano. E até maior entre os britânicos. O que essa expansão significa para sua empresa? Será que o futuro é dançar brega funk na frente do seu celular?

Calma. Antes, é preciso saber que os números do TikTok não param por aí. Já são mais de 1 bilhão de usuários na rede – bastante influenciado pelos downloads da Índia e China, mas ainda assim, é um número bastante expressivo. Logo, em termos de alcance, irrelevante a plataforma não é. Resta a barreira do conteúdo.

Quem faz as redes sociais são as pessoas. Algoritmos são importantes, mas normalmente tentam incentivar o comportamento médio dos usuários da rede. Isso quer dizer que, enquanto o engajamento das dancinhas for alto, vai ter dancinha a valer. Mas essa regra não é geral – e muito menos eterna. Basta lembrar que, até bem pouco tempo atrás, Instagram era rede de postar o que você iria comer.

Hoje, há diversos tipos de conteúdo sendo criados no TikTok. O nicho da comédia encontrou na plataforma milhões de pessoas ávidas por uma gargalhada. Há muita criação de conteúdo gastronômico e de “life hacks”, aqueles vídeos que te ensinam a fazer algo sem muito trabalho. E conforme nichos menores surgem, melhor segmentada fica a plataforma.

O segredo está no tom do conteúdo. Aquela linguagem mais séria parece não caber muito bem na plataforma. Tampouco mensagens com conteúdo mais aprofundado. Deixe esse tipo de linguagem mais especializada para redes como YouTube ou mesmo o Facebook, onde as pessoas já estão mais acostumadas a vê-los. No TikTok, até pelo tamanho permitido dos vídeos, é melhor apostar em dicas rápidas do seu negócio, cenários bonitos e interação com o usuário, como os desafios que viralizam na rede.

Don’t make ads, make TikTok

Esse subtítulo é o slogan da mídia social para convidar as empresas a entrar na plataforma. É claro que eles querem que a empresa faça anúncios – ainda mais na plataforma deles. Mas, antes de sair impulsionando postagens, o desafio é ficar tempo o suficiente na rede para aprender como funciona, formar um público, entender o tipo de post relevante e, então, começar a colocar dinheiro.

E quer saber? Nós não poderíamos sugerir diferente! Sua empresa não precisa entrar lá só porque é a rede da moda. Apenas se isso fizer sentido para você e seus usuários. Senão, acaba como as milhares de páginas empresariais criadas no Twitter e alimentadas por um curto período de tempo. Tenha em mente que o TikTok é uma rede bastante líquida. O que faz sucesso em uma semana pode não ser tão relevante na outra. Ou pode ser o hit do ano e permanecer na cabeça do público.

E mais algumas dicas rápidas que dariam um TikTok:

--> A produção deve ser um pouco mais frequente e trabalhada do que nas redes de Mark Zuckerberg.
--> O potencial de interação com o público não pode ser ignorado.
--> Não siga a onda. Seja a onda. Encontre assuntos relevantes para seu negócio, lembre-se de colocar uma linguagem leve, e vá em frente.

Claro que criar conteúdo não é tão fácil quanto parece. E é por isso que estamos aqui. Fale com a gente hoje mesmo e comece a interagir com seus clientes em potencial!

Minha empresa precisa de um TikTok? | Pit Brand Inside