aqui. -- No próximo texto, vamos nos aprofundar mais nos desafios dos anunciantes no Facebook e Instagram para 2021. Até lá! E, se quiser se conectar com seus clientes de forma mais eficiente neste ano, fale com a gente. Te esperamos!">

Inside

Blog

27 . Janeiro

Educação e lazer lideraram o interesse dos brasileiros em 2020 nas redes sociais

Facebook e Instagram estão longe de ser uma unanimidade. Há muitas controvérsias, acusações de falta de transparência e resistência de parte das pessoas. Mas um fato é inegável: elas detêm a maior base de usuários dentre as redes sociais. E é por isso que devemos prestar atenção nos movimentos das redes de Zuckerberg.

E um bom meio de se antecipar é observar a movimentação dos usuários durante o ano passado, munindo-se assim de comportamentos mais consolidados do que passageiros. Por isso o relatório se baseia nos assuntos que mais cresceram de 2019 para 2020. Como as pesquisas são globais, vamos focar apenas nos dois tópicos relacionados ao Brasil, já que as tendências em outros países dependem de uma série de fatores, como comportamento e cultura.

Antes de entrar nos dados, é importante ter em mente que 2020 foi um ano profundamente marcado pela pandemia – que vai acabar uma hora ou outra. E ela afetou a maneira como as pessoas se relacionam. Portanto, ao mesmo tempo que algumas das tendências identificadas aqui sejam reflexo exclusivo da situação, é possível que outras delas venham para ficar. Feito o aviso, vamos ao que interessa!

Educação


Buscar informações e aprendizados no meio digital é uma das principais conquistas da internet. E nas redes sociais não foi diferente. Neste tópico, o Brasil se destacou pelo uso das redes para fomentar a interação aluno-professor. Sem livros didáticos à mão, os educadores passaram a utilizar outras ferramentas, como o podcast. No Facebook, foi notado um aumento de interesse deste formato no Brasil de quase 100% de 2019 para 2020.

42% desse interesse vem de jovens, entre 18 e 34 anos, enquanto a faixa de 34 a 54 anos fica com 45% – sendo que homens representam 66% deste público. No Instagram brasileiro, houve um aumento similar no interesse por livros digitais. A diferença é a predominância da faixa mais jovem, que fica com 72% da fatia de interesse.

Em outros países, os assuntos de educação foram voltados para literatura (principalmente na Austrália) e mobilização social (Estados Unidos, especialmente).

Lazer


O outro assunto que dominou o interesse dos brasileiros foi na arte digital. O assunto já vinha crescendo desde 2019 e, com o incentivo para ficar mais em casa, sua importância subiu consideravelmente. É uma boa notícia para quem trabalha com arte e criatividade, uma vez que as alternativas digitais, como exposições online, são mais acessíveis – e ao que parece, estão pegando no gosto do brasileiro.

O tópico “criatividade” teve o dobro de sua performance, chamando a atenção principalmente de pessoas entre 18 e 34 anos (57%). Neste assunto, as mulheres lideram com folga o número de engajamento, com 65%.

Já os homens se interessam mais por pintura digital. Este tópico teve um aumento de 2,3 vezes entre 2019 e 2020, com engajamento puxado especialmente pelos mais jovens, com 77% do interesse.

E o terceiro assunto com maior crescimento em lazer no Brasil foi o de arte digital, com 47% do interesse entre 18 e 34 anos e 34% para a faixa etária dos 35 a 54 anos.

O que os dados significam


Dos muitos assuntos emergentes, como tecnologia, jardinagem e moda, os que apresentamos aqui neste texto experimentaram uma alta expressiva no Brasil. Mas o que isso significa para sua marca?

Essa é fácil: uma oportunidade.

Mensurar os gostos do seu público é a melhor forma de atingi-lo de maneira efetiva. Uma vez que você sabe quais são os assuntos que mais engajam em determinada rede social, você pode adequar suas estratégias, utilizando este conhecimento para criar peças ou ações que importam para seu cliente em potencial.

Temas como livros digitais e criatividade têm um bom potencial para chamar a atenção dos mais jovens. Podcast é mais interessante para o público de meia idade. Enquanto os homens se interessaram bastante por pintura digital em 2020, mulheres se interessam mais pelo assunto “atenção plena”. Aliás, você pode ver o relatório completo aqui.

--

No próximo texto, vamos nos aprofundar mais nos desafios dos anunciantes no Facebook e Instagram para 2021. Até lá!
E, se quiser se conectar com seus clientes de forma mais eficiente neste ano, fale com a gente. Te esperamos!

Educação e lazer lideraram o interesse dos brasileiros em 2020 nas redes sociais | Pit Brand Inside